(41) 3367-8845 | sac@gruposansolucoes.com

Quarta, 19 Dezembro 2018 19:40

A história da evolução das estruturas verticais para telecom

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Lido 272 vezes

O setor de Telecomunicações não pára de evoluir, com a utilização de novas tecnologias  agregadas à sua infraestrutural. Nesse contexto, as estruturas verticais para Telecom, que foram fundamentais desde o início da história das transmissões, também acompanham essa linha evolutiva. Os fabricantes de torres e estruturas para essa finalidade vêm trabalhando para apresentar soluções flexíveis para as novas demandas desse mercado.

Um pouco de história

A humanidade utiliza-se de meios para se comunicar desde o seu surgimento. A essência da comunicação é a troca de informações, independente do método utilizado para isso. Seja por texto, com a fala, desenhos, ou por meio de gestos, o ato de transmitir mensagens sempre foi a base do desenvolvimento humano.

Na modernidade, um dos métodos de comunicação mais importantes são as Telecomunicações, que se dividem em: Telefonia, Televisão, Radiodifusão, Telegrafia e, recentemente, a Internet. Elas permitiram ao homem a comunicação à distância. Assim, foi potencializada ainda mais essa sua aptidão natural.

As estruturas verticais para Telecom foram fundamentais para diminuir a distância da comunicação entre os componentes fixados a ela, possibilitando maior alcance de qualquer tipo de informação a ser transmitida.

As primeiras torres utilizadas para instalar sistemas de comunicação foram construídas na década de 20, com a radiodifusão. E na década de 30, na França, a Torre Eiffel foi usada para colocar os equipamentos necessários à transmissão de um programa de TV. 

A evolução das estruturas verticais para Telecom

As composições de quaisquer estruturas verticais para Telecom são definidas de acordo com normas nacionais e internacionais. Dessa forma, cada item da infraestrutura de um projeto possui uma especificação normatizada.

No Brasil, o órgão governamental que regulamenta as estruturas verticais para Telecom é a ANATEL, através de diretrizes da TELEBRÁS, que classifica os tipos de edificações como: Torres Auto Suportada Pesada; Torre Auto Suportada Leve; Torre Estaiada, Classes “A”, “B” e “C”. Todos os tipos precisam atender às especificações da Norma regulamentadora NBR NBR 6123/89.

A evolução das telecomunicações vem pedindo que essas estruturas se adéquem aos ambientes onde elas são instaladas. E aos tipos de equipamentos que serão fixados à elas. Nesse contexto, os novos tipos de antenas que vão surgindo têm contribuído em muito para a evolução das estruturas verticais para Telecom.

Desde o início da evolução das telecomunicações, a qualidade das antenas cumpre o papel de confiabilidade à emissão e recepção de dados. Desde o envio de sinal em microondas, transmissões de TV, rádios AM e FM, na telefonia celular e, mais recentemente, no acesso à internet.

Projetando e edificando estruturas verticais para Telecom

As estruturas verticais para Telecom podem suportar antenas de vários modelos, dimensões, e os mais variados carregamentos. Por isso, todo projeto deve passar pela área de engenharia. Desde o dimensionamento da estrutura, de acordo com as antenas e equipamento que serão instalados, passando pelas fundações onde a estrutura será fixada. Você deve considerar, ainda, o sistema de alimentação de energia. Cada detalhe deve ser minuciosamente projetado.

Serviços de consultoria relacionados a projetos de estruturas verticais para Telecom devem considerar um bom levantamento de campo, análise, projeto de reforço, fiscalização, entre outros cuidados. Fundações bem executadas, por exemplo, são fundamentais para o sucesso de projetos dessa natureza. Isso tanto em tubulão à céu aberto, em estaca raiz, radier, ou outros tipos.

O levantamento de campo e a análise estrutural para implantação de uma nova estrutura, ou para o reforço visando o aumento da capacidade de carga em estruturas pré existentes, deve contar sempre com a emissão de um laudo estrutural. Também é fundamental partir de um projeto básico, com o detalhamento de todas as especificações dimensionada. Assim, é possível fabricar as estruturas com precisão.

As estruturas verticais para Telecom são usualmente instaladas no solo. Mas também podem ser montadas nos topos de edifícios. Para conseguir a ancoragem ideal, chumbadores especiais são projetados e fabricados. Esse procedimento é realizado de acordo com as características de cada estrutura.

Conclusão

As estruturas verticais para Telecom podem atender a uma grande diversidade de combinações entre altura, carga de antenas, velocidade de vento e deflexão máxima. Assim, a evolução de toda a tecnologia envolvida nas telecomunicações exige dos fabricantes e consultores grande flexibilidade.  

Se o seu projeto precisa de engenharia especializada, procure uma empresa capaz de projetar com amplitude. Para isso, você deve considerar quais serão as soluções. Afinal, um mundo de possibilidades novas está à disposição de quem se arrisca a ir além do usual.

Gostou desse texto? Daqui a pouco tem mais! Acompanhe o Grupo SAN Soluções no LinkedIn e fique por dentro de todas as novidades.

1 Comentário

  • Link do comentário Sergio Nascimento Quinta, 27 Dezembro 2018 20:40 postado por Sergio Nascimento

    A estrutura vertical desempenha um papel importante no cenário de desenvolvimento da telecomunicação. Parabéns equipe.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

FICOU INTERESSADO EM NOSSOS SERVIÇOS?